fbpx

O que faz um gestor financeiro e tributário?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Seja qual for o nicho de atuação da empresa, contar com um gestor financeiro é essencial para os negócios. Afinal, ele é o responsável, não apenas pelo controle financeiro — receitas e despesas —, mas também por manter o equilíbrio das finanças, além de zelar pelo planejamento estratégico e tributário e a gestão de toda a área.

Com uma visão mais analítica, o gestor financeiro participa, ativamente, da tomada de decisões corporativas, alinhadas aos objetivos do negócio. Pode propor estratégias para captação de investimentos e ampliar a receita, definir o plano orçamentário para alocação de recursos e avaliar a redução de custos, sempre que for preciso.

De olho nas metas de crescimento e na consolidação do negócio, para aumentar o valor do patrimônio corporativo, suas atribuições incluem:

  • Análise de demonstrativos contábeis;
  • Acompanhamento contínuo e apurado dos fluxos de caixa e dos faturamentos;
  • Controle de contas a pagar e a receber (emissão de notas fiscais, pagamentos de impostos e encargos trabalhistas etc.);
  • Elaboração de relatórios de desempenho, normas, procedimentos e orçamento;
  • Realização de auditoria interna, para propor melhorias e maiores retornos;
  • Análise do mercado, considerando a área em que a empresa atua e o seu posicionamento, em relação à concorrência.
  • Sem contar que tem o preparo necessário para encontrar oportunidades, mesmo diante de adversidades, reduzir os riscos financeiros e otimizar os processos, para gerar melhores resultados. Por isso, ele pode determinar, tanto o sucesso como o fracasso de uma companhia (independentemente do porte e do segmento).

Quais são as oportunidades de atuação na carreira?

Até aqui, já deu para você ter uma ideia da importância da profissão para o negócio, né? Com um papel estratégico, as possibilidades de atuação são amplas. Desde bancos, corretoras de valores e outras instituições financeiras até a oportunidade de prestar consultoria, de forma autônoma.  Há muitos cargos à disposição. Então, vem conhecer os principais!

Analista de Investimentos

Quem acompanha o mercado financeiro, sabe que a área de investimentos está em ascensão. Com as oscilações da economia, empresas e investidores precisam do know-how do analista de investimentos, para recomendações de compra, venda ou manutenção de ativos.

Gerente de contas

Para quem também gosta da área da contabilidade, o cargo de gerente de contas pode ser a sua realização profissional. Ele acompanha entradas e saídas de capital, bem como o fluxo de caixa, monitora os índices de inadimplência e faz o pagamento de fornecedores.

Gerente orçamentário

Ter o controle do orçamento é fundamental para manter as contas no azul. Por isso, o gestor financeiro, que atua como gerente orçamentário, tem o papel de direcionar o uso dos recursos da empresa, além de definir o quanto pode ser gasto. Tudo é documentado em planilhas.

Analista de Crédito e Cobrança

Também mais voltada para área contábil, o analista de crédito e cobrança assume a função de intermediar a empresa e os seus clientes, além de instituições bancárias. Pode emitir boletos de cobrança, enviar notas fiscais, acompanhar contratos e avaliar limites de crédito.

Controller

Na controladoria, o gestor financeiro fiscaliza todas as operações financeiras da empresa, faz auditorias e realiza conferências frequentes. Sua principal atribuição é manter o controle dos processos, propor melhorias constantes e manter o negócio longe de fraudes.

Auditor

Assim como o controller, o auditor também pode — e deve — promover auditorias internas para averiguar se tudo está dentro dos conformes, diante da lei. Sua principal função é acompanhar o pagamento dos impostos, em dia, e evitar irregularidades.

Consultor Tributário

Por fim, a gente quer destacar a possibilidade de oferecer consultoria tributária, para orientar as empresas e os empreendedores. Nesse caso, o trabalho é autônomo. Conforme você ganha experiência e expande o seu grau de conhecimento, pode potencializar os seus ganhos.

Qual é o salário de um gestor financeiro e tributário?

A remuneração mapeada pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) é apenas uma referência para uma jornada de 43 horas. Vale destacar que os ganhos podem ser ainda maiores, dependendo da área de atuação. A região também tem influência nesse valor, veja só:

  • São Paulo: R$ 8.418,49;
  • Rio de Janeiro: R$ 6.139,52;
  • Amazonas: R$ 4.117,58;
  • Minas Gerais: R$ 3.972;
  • Distrito Federal: R$ 4.848,46.

Como se tornar um gestor financeiro e tributário?

A FBT é a única Faculdade, no Brasil, especializada na área tributária. A expertise da FBT, nesta área, a habilita a ofertar um curso com o objetivo de entregar, ao mercado de trabalho, profissionais extremamente preparados para ocupar cargos de destaque no Setor de Gestão Financeira e de Tributos.

O Curso de Graduação da FBT tem o objetivo de possibilitar ao aluno reconhecer problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, transferir e generalizar conhecimentos e exercitá-los, em diferentes graus de complexidade, no processo da tomada de decisão, nas áreas financeira e tributária.

Quer fazer parte de uma faculdade que é referência no ensino EaD, na área de tributos?

Faça já a sua inscrição no processo seletivo da graduação EaD.

Sobre a FBT

A FBT é a primeira e única faculdade, no Brasil, especializada e focada na área tributária.

Oferecemos cursos de graduação e pós-graduação EAD regulados pelo MEC pela Portaria nº 806 de 8/10/2020.

Últimas Postagens

Siga-nos

Assine a nossa Newsleter

Fique por dentro de todas as notícias da FBT